Jorge Trindade

Psicologia Clinica e Forense
CRP: 07/3962

Pós-doutoramento

  • Psicologia Forense e do Testemunho. Universidade Fernando Pessoa (Porto, Portugal), 2012.

Doutoramentos:

  • Doutor em Ciências Sociais. Universidade de Lisboa (Lisboa, Portugal), 2012.
  • Doutor em Psicologia Clínica e Saúde Mental, título revalidado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 1998.

 

Livre-docência (Concurso de Provas e Títulos):

  • Livre-docente em Psicologia Jurídica pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), 2000.

Mestrado:

  • Mestrado em Psicologia/Trabalho Social e Desenvolvimento Comunitário. Universidad de Extremadura (Espanha), título reconhecido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), 1996.

 

Especialista:

  • Especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Federal de Psicologia.
  • Especialista em Psicologia Jurídica pelo Conselho Federal de Psicologia.

 

 Graduação:

  • Graduado em Direito (Ciências Jurídicas e Sociais). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).
  • Graduado em Psicologia. Universidade do Vale dos Sinos (UNISINOS).

Docência Superior:

  • Professor Assistente de Filosofia do Direito na Universidade de Caxias do Sul (UCS), 1978 a 1979.
  • Professor Adjunto de Introdução ao Direito e de Filosofia do Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), 1979 a 1993.
  • Professor Assistente de Filosofia do Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1998 a 2000.
  • Professor Fundador da Escola Superior do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, desde 1983.
  • Professor do Curso de Especialização em Direito da Criança e do Adolescente. Fundação do Ministério Público/RS, desde 2000.
  • Professor e Coordenador do Curso de Especialização em Psicologia Forense do IMED, desde 2013.
  • Professor da Faculdade de Direito no IBGEN/RS, de 2011 a 2017.
  • Professor na Escola da Magistratura do Trabalho (FEMARGS), desde 2000.
  • Professor Titular na Universidade Luterana do Brasil, de 1989 a 11/04/2019 (aposentado nessa data).

Premiações:

  • Prêmio Henrique Bertaso. Concedido pela Câmara Estadual do Livro – Feira do Livro (1994).
  • Medalha Iuris Sapitentia. Escola Superior do Ministério Público/RS (2004).

 

Estágio Pós-Universitário.

Instituto Interuniversitário Andaluz de Criminologia. Universidade de Sevilha. (Espanha), 1993.

Academia Brasileira de Filosofia:

  • Membro Titular da Academia Brasileira de Filosofia, ocupando a cadeira nº 10, atualmente em desempenho das funções de Diretoria na condição de Chanceler. Casa Histórica do Mal. Osório: Rua Riachuelo, 303. Rio de Janeiro (RJ).

Título de Professor Honoris Causa

  • Concedido pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (Laureate University), nos termos do Artigo 109, Inciso I, do Regimento aprovado através da Portaria no.798/2006, Ministério da Educação (MEC/SESu).

Associações e Entidades de Classe:

  • Vice-Presidente da Comissão Especial dos Direitos da Criança e do Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil/RS.
  • Vice-Presidente da Asociación Latinoamericana de Magistrados,Operadores y Funcionarios de la Niñez, Adolescencia y Familia.
  • Membro da Ordem dos Advogados do Brasil.
  • Membro da Ordem dos Psicólogos do Brasil (Conselho Regional de Psicologia).
  • Membro da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Psicologia da Justiça.
  • Membro do Comitê Científico da Revista da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Psicologia da Justiça.
  • Membro Fundador Honorário do Instituto de Psicologia Prof. Jorge Trindade.
  • Membro da Sociedade Portuguesa de Psicologia Clínica – SPPC (Lisboa).
  • Membro da Sociedade Portuguesa de Suicidologia (SPS).
  • Membro ad hoc do Comitê de Avaliação Científica da Revista Psicologia: Teoria e Prática, da Universidade Nacional de Brasília (UnB).
  • Membro do Comitê Científico da Revista de Victimologia, Córdoba, Argentina.
  • Membro Revisor da Revista do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM).
  • Coordenador do Programa Direito e Literatura da Universidade Luterana do Brasil (até 04/11/2019).
  • Membro da Associação do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul.
  • Criador, junto com colaboradores, da Escala de Indicadores de Alienação Parental, instrumento on line que auxilia crianças, adolescentes e genitores a identificar os sinais de Alienação Parental de acordo com a Lei 12.318/2010.

Obras publicadas (individuais e/ou coletivas):

  1. TRINDADE, Jorge. Delinquência Juvenil: uma abordagem transdisciplinar. Porto Alegre: Livraria do Advogado 2008, 3ª ed., esgotado.
  2. TRINDADE, Jorge.: CUNEO, Monica R. e BEHEREGARAY, Andrea. Psicopatia: a máscara da Justiça. (Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2010, esgotado;
  3. TRINDADE, Jorge. Psicologia Judiciária para a Carreira da Magistratura 2ª ed., com Elise Trindade e Fernanda Molinari). Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2011, esgotado;
  4. TRINDADE, Jorge; BREIER, Ricardo. Pedofilia: aspectos psicológicos e penais. (3ª ed). Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2012.
  5. TRINDADE, Jorge; NUNES, Laura. Criminologia: trajetórias transgressivas. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2013.
  6. TRINDADE, Jorge; NUNES, Laura. Delinquência: Percursos Criminais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2014.
  7. TRINDADE, Jorge; NUNES, Laura. Crime e drogas. Porto Alegre: Livraria o Advogado, 2016.
  8. TRINDADE, Jorge. Síndrome de Alienação. In: DIAS, Maria Berenice (Organizadora). Incesto e Alienação Parental. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2014, 3a edição.
  9. TRINDADE, Jorge. (Org.) Temas de Psicologia Forense. Porto Alegre: Editora Imprensa Livre, 2015 (esgotado).
  10. TRINDADE, Jorge. Entre a psicologia e o direito: o futuro tem muitos nomes. In: NUNES, Laura M; SANI, Ana; CARIDADE, Sónia (Coordenadores). Crime, Justiça e Sociedade: Visões Interdisciplinares. Porto: Edições CRIAP, 2016, p. 12-22.
  11. TRINDADE, Jorge. Dicionário Crime, Justiça e Sociedade. Lisboa: Edições Sílabo. MAIA, R., NUNES, L., CARIDADE, S., SANI, A., Estrada, R., NOGUEIRA, C., FERNADES, H., & AFONSO, L. (2016).
  12. TRINDADE, Jorge. Palavras guardadas. Poemas (Org.) Paulo Sérgio Rosa Guedes. Porto Alegre: Editora Universitária/UFPEL, 1988.
  13. TRINDADE, Jorge; VETORETTI, E. A atuação do Assistente Técnico em todos os atos da Perícia Psicológica como garantia à ampla defesa. In: Trindade, J.; Molinari, F. (Org.). Psicologia Forense: conexões interdisciplinares. 1ed. Porto Alegre: Imprensa Livre, 2016.
  1. TRINDADE, Jorge e outros. Sistema prisional, população privada de liberdade e direitos humanos. (Obra coletiva). CD-ROM. Editora da ULBRA, 2016.
  2. TRINDADE, Jorge. Aids e Bioética. In: AIDS e Cidadania. Porto Alegre: GAPA-Editora, 2000.
  3. TRINDADE, Jorge. Alguns procedimentos administrativos e judiciais utilizados pelo Ministério Público na proteção dos direitos à saúde. Márcio Iório Aranha (Organizador). In: Direito Sanitário e Saúde Pública. Ministério da Saúde. ISBN 85.334.07.32-7. Brasília: UnB, 2003.
  4. TRINDADE, Jorge. Quando os filhos ditam as regras. Juizado da Infância e da Juventude. Publicação do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Ano IV, ISBN 1807-0957, No. 8.2003.
  5. TRINDADE, Jorge. Prefácio: Depoimento sem dano. Daltoé, José Cézar. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007.
  6. TRINDADE, Jorge. Prefácio: Entrevista psicológica. Técnicas para diferentes entrevistas em diferentes espaços. Brígido, Maria Aparecida da Silveira. Curitiba: Editora Appris, 2015.
  7. TRINDADE, Jorge. Prefácio: Mediação e Alienação Parental. Molinari, Fernanda. Porto Alegre: Editora Imprensa Livre. 2016.
  8. TRINDADE, Jorge. Posfácio: Quarentas luas: viver é sobreviver a uma criança morta. Quarenta Luas. Barbosa, José Túlio. Porto Alegre do Editora do Autor, 1996.
  9. TRINDADE, Jorge. Cartilha de Alienação Parental. Assembleia Legislativa do Estado/Rs. Associação Brasileira Criança Feliz. Texto e Organização. 2014.
  10. TRINDADE, Jorge. A violência na escola: papel das instituições. ARRIETA, Graciela Azevedo (Org.) A violência na escola. Canoas: Editora da ULBRA, 2000.
  11. TRINDADE, Jorge (Org.). Direito da Criança e do Adolescente. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2005.
  12. TRINDADE, Jorge. Reflexões sobre Alienação Parental e a Escala de Indicadores de AP. In: ROSA, Conrado Paulino; THOMÉ, Liane Maria Busnello (Organizadores). O Direito no lado esquerdo do peito: ensaios sobre direito de família e sucessões. Porto Alegre: IBDFAM, 2014.
  13. TRINDADE, Jorge e MOLINARI, Fernanda. Divórcio: do processo psicológico, do luto e dos efeitos na criança. In: RITT, Eduardo (Org.). Revista do Ministério Público/RS. Porto Alegre: Editografia Suliani Ltda, 2011, vol. 70.
  14. TRINDADE, Jorge. Adolescência: discurso, mentira, fantasia e trauma – repercussões no sistema de justiça. In: POTTER, Luciane (Org.) Depoimento sem dano. Rio de Janeiro: Lumen Juris Editora, 2010.
  15. TRINDADE, Jorge. Assim é se assim lhe parece. In: ROSA, Alexandre Morais da; FERRAREZE FILHO, Paulo; MATZEMBACKER, Alexandre (Organizadores). Estudos críticos de Direito e Psicologia. Rio de Janeiro: Lumen Juris Editora: 2014.
  16. TRINDADE, Jorge e outros. Temas de Psicologia Forense (Org. Fernanda Molinari). Porto Alegre: Imprensa Livre, 2015.
  17. TRINDADE, Jorge. Manual de Psicologia Jurídica para Operadores do Direito. Porto Alegre: Livraria o Advogado, 2017, 8a edição.
  18. TRINDADE, Jorge e outros. Psicologia Forense. Novos Caminhos. (Org. Fernanda Molinari e Jorge Trindade). Porto Alegre: Imprensa Livre, 2017.
  19. TRINDADE, Jorge e outros. Psicologia Forense. Novos Saberes. (Org. Fernanda Molinari e Jorge Trindade). Porto Alegre: Imprensa Livre, 2018.
  20. TRINDADE, Jorge e BOSCARDIN, Marina. Um estudo sobre a prova oral: verdades, mentiras e falsas memórias. Reforma Trabalhista: o primeiro ano. (Org. Ricardo Fraga). São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2018.
  21. TRINDADE, Jorge e Evandro Lipert Jr. A Delinquência Juvenil: análise da (in)capacidade de autoperceção do futuro. (Org. Fausto Amaro e Dalia Costa). Criminologia e Reinserção social. Lisboa: Pactor, 2019.
  22. TRINDADE, Jorge. Posfácio. Comportamento e Saúde Mental – Dicionário Enciclopédico. (Org. Laura Nunes, Carla Fonte, Sónia Alves, Ana Isabel Sani, Rui Estrada e Sónia Caridade). Lisboa: Pactor, 2019.
  23. TRINDADE, Jorge e AXT, Dieter. O lugar da verdade na intersubjetividade: de Heidegger a Bakhtin. In: Filosofia & Direto: um diálogo necessário para a Justiça (Org. OLIVEIRA, Elton Somensi de; e CORDIOLI, Leandro). Porto Alegre: Editora Fi:, 2019. 
  24. TRINDADE, Jorge e SILVEIRA, Maria Aparecida. Um estudo do adolescente infrator de perfil agravado através da metodologia quantitativa e qualitativa. In: A pesquisa jurídica e os direitos fundamentais: a primazia do caso concreto. (Org.) MIZUTA, A. e COSTA, S. P. M. Porto Alegre: Editora FI, 2017.
  25. TRINDADE, Jorge. O papel dos mídia no tratamento do crime em contexto brasileiro. Coordenadores: Estrada, R., Dinis, A., Maia, R., Nunes, L., Sani, A., Azevedo, A., Freitas, P., Gouveia, F., Guerreiro, M., Caridade, S., Oliveira, G., & Trindade, J. Porto: Editora: Publicações Universidade Fernando Pessoa, 2021.
  • Mais de 20 artigos científicos publicados em revistas nacionais e internacionais.

Depoimentos

Sentimo-nos honrados em compartilhar nossa experiência e qualificação técnica com nossos clientes e parceiros.

“Somos muito gratos por essa parceria de tantos anos com o Instituto de Psicologia Prof Jorge Trindade. Estamos plenamente satisfeitos com o atendimento dessa equipe de profissionais comprometidos com o trabalho, com a entrega e suporte ao cliente. O Instituto de Psicologia Prof. Jorge Trindade preza pela individualidade do cliente e diferencia se pelo seu atendimento totalmente humanizado.”

M.D.Parceiro - Advogado

“Quando meu advogado indicou o Instituto de Psicologia Prof Jorge Trindade fiquei receoso pois é um serviço muito diferenciado. Posteriormente entendi a fundamental importância do trabalho realizado por eles, e acredito que sem esse auxilio não teria chegado ao melhor resultado como cheguei.”

C.D.M.Cliente - Médico

“Em que pese a psicologia forense não ser muito divulgada, principalmente no Brasil, é um trabalho primordial para o Direito. Reconheço a equipe do Instituto Prof. Jorge Trindade como referência da prestação de um trabalho ético, qualificado, com empatia e profissionalismo.”

A.S.Colaborador - Jurista

Parceiros

Open chat